© 2019 IATECPS, Inc.​ All Rights Reserved.

 

MICROSOFT,  DJI ENTERPRISE, SOARABILITY, SENTERA, MICASENSE, SLANTRANGE, DOTPRODUCT, SENSYS, GEM SYSTEMS, GEOSCAN, IMITEC, and BIM HOLOVIEW, are registered marks of the respective companies.

BASF ACAI/NASA - WORKSHARE & SISTEMAS DE PROJETO

Economias Diretas:  US$ 3.000.000 (3% valor do contrato de EPCM)

Perdas Evitadas:   US$ 5.000.000 (5% valor do contrato de EPCM)

Outros:    + Viabilidade de Projeto

                + Sinergia entre os Participantes

                + Qualidade de Projeto

                + Planejamento da Construção

                + Poder de Compra

                -  Problemas de Interface

                + Aderência ao Orçamento

                + Aderência ao Cronograma

 

DESAFIO

 ​

A BASF é a maior companhia química do mundo com um faturamento anual de US$ 101 Bilhões, 376 unidades de produção e mais de 112mil colaboradores ao redor do mundo.

Em Agosto de 2011, a BASF colocou em marcha o maior programa de investimentos de seus 140 anos de história: a criação de 2 Complexos Acrílicos com capacidade global de produção, um localizado em Nanjing, China (NASA) e outro localizado em Camaçari, Brasil (ACAI), estimados em US$ 1,25 Bilhão.  As linhas gerais do contrato (EPCM) eram bastante rigorosas e estipulavam a inauguração em Dezembro de 2014 e um arrojado programa de "bonus/penalty" que recompensaria a antecipação da entrega e puniria atrasos.

A complexidade do empreendimento exigia uma empresa que fosse capaz de operar em escala realmente global, tivesse experiência em grandes empreendimentos na CHINA e no BRASIL, e tivesse comprovada capacidade de WORKSHARE. Ainda na fase de propostas, a IATEC Plant Solutions foi convidada pela WORLEYPARSONS a apoiar  seu escritório de São Paulo  em fase de estruturação.

Logo de início, o primeiro desafio foi auxiliar a WORLEYPARSONS nas negociações com a BASF e assegurar o contrato. Assessorada por seus especialistas globais, a WORLEYPARSONS já havia conseguido reduzir o custo estimado da infra-estrutura de software/hardware do projeto de US$ 2.400.000 para US$ 2.150.000 (-10%), mas isso não era o bastante. Era preciso reduzir ainda mais.

A IATEC Plant Solutions realizou um exame detalhado da infra-estrutura de software/hardware necessária ao projeto de modo a reduzi-la ao máximo e dar novo fôlego a proposta da WORLEYPARSONS. Foram revistas as estratégias de projeto, estimativas de produtividade, quantidade e modalidades de licenciamento, custos de treinamento e impostos. Por fim, a IATEC Plant Solutions apresentou um novo orçamento corrigido no valor de aproximadamente US$ 1.200.000 (-50%), apenas eliminando excessos introduzidos provavelmente por pessoas com pouca vivência em projetos e sistemas. Ou seja, ainda na fase de proposta a participação da IATEC Plant Solutions já representava um ganho para o empreendimento da ordem de +US$ 1.000.000 (1 % do valor contratual).

O desafio não era apenas financeiro, era também técnico. Era necessário ajudar a WORLEYPARSONS a provar para BASF que tinha capacidade técnica para dar conta de tamanho desafio. A IATEC Plant Solutions ficou responsável por desenhar como seria o esforço da WORLEYPARSONS BRASIL e por interagir com os escritórios da WORLEYPARSONS CHINA de modo a construir uma estratégia coerente de WORKSHARE.

 

Para reduzir custos e otimizar recursos ficou definido que deveria haver sinergia máxima entre os escritórios de São Paulo e Beijing. As unidades em comum entre os dois complexos (SAP e GAA, chamadas de "twins") seriam projetadas na CHINA e as demais (BA, CTF e INFRA, chamadas de "unique") seriam projetadas no BRASIL. Os bancos de dados de referencia ficariam sobre responsabilidade da CHINA devido à maior variedade de materiais necessários ao projeto das "twins".

O cronograma também exigia máxima compressão dos prazos e para isso os escritórios deveriam trabalhar de maneira sincronizada. A troca de informações teria que ser constante e o seqüenciamento das atividades perfeito para evitar qualquer desperdício de recursos sob a forma de esperas ou atrasos. Para isso a IATEC Plant Solutions lançou mão de modernas técnicas de produção como o just-in-time para orientar o processo de WORKSHARE.

 

 

Em Novembro de 2011, o sucesso desses e de outros esforços resultou na assinatura do contrato entre BASF e WORLEYPARSONS. O escritório de São Paulo da WORLEYPARSONS ficaria encarregado pelo complexo ACAI e os escritórios de Beijing e Nanjing da WORLEYPARSONS pelo complexo NASA, num contrato de aproximadamente US$ 100 milhões com duração de 3 anos.

Fazer com que aprox. 500 profissionais trabalhassem de forma integrada ao longo de vários sistemas do INTERGRAPH SmartPlant Suite (PDS, SmartPlant P&ID, SmartPlant Instrumentation, SmartPlant Electrical, SmartPlant Review, SmartPlant Materials, SmartPlant Foundation) em ambientes sob severos padrões internacionais de proteção à propriedade intelectual (IP Protection), e separados por 18000Kms, 11Horas de fuso horário e culturas de projeto muito distintas, era um desafio que exigia estar sempre um passo à frente.

 

​TRABALHO

 

Uma das primeiras ações da IATEC Plant Solutions foi o envio à CHINA de um profissional para acompanhar os trabalhos de configuração do banco de dados de referencia que seria usado em ambos projetos. Essa medida foi tomada para garantir que as configurações (coordenadas, unidades, materiais, propriedades e nomeclaturas) feitas pela WORLEYPARSONS CHINA fossem perfeitamente compatíveis com o trabalho a ser realizado na WORLEYPARSONS BRAZIL, preservando a sinergia que era a espinha dorsal do projeto.

Enquanto isso, outro profissional ficou responsável por preparar toda a infra-estrutura de sistemas necessária aos escritórios de engenharia (São Paulo) e de obra (Camaçari). Este serviço contemplava configurar servidores, máquinas clientes, acessos, treinar pessoal, criar especificações técnicas e implementar procedimentos de trabalho. tudo isso ao mesmo tempo em que os profissionais iam sendo mobilizados, de modo que eles já tivessem condições de produzir logo no seu primeiro dia de projeto. A IATEC Plant Solutions 

também deu apoio a WORLEYPARSONS BRAZIL na implementação de alguns dos principais sistemas corporativos globais como o SmartPlant Foundation (SPF) e SmartPlant Materials (SPM).

A participação da IATEC Plant Solutions também permitiu a WORLEYPARSONS BRASIL aproveitar ao máximo e sem sobressaltos o trabalho feito previamente pela BASF no SmartPlantPID (SPPID) e SmartPlant Instrumentation (SPI). Os bancos criados ao longo da engenharia básica e FEED pela BASF foram integralmente aproveitados na engenharia de detalhamento o que envolveu constante interação entre a IATEC Plant Solutions e os profissionais da BASF na Alemanha para o perfeito entendimento das complexas customizações criadas por eles para estes sistemas.

 

 

A rápida disponibilização dos sistemas de projeto proporcionados pelo envolvimento da IATEC Plant Solutions permitiu o início antecipado dos trabalhos de modelamento. Ainda no primeiro mês, as maquetes eletrônicas já eram utilizadas pelas equipes de planejamento e construção para análises de "rigging" (movimentação de cargas) e de seqüenciamento de montagem. As maquetes também foram utilizadas pela equipe de suprimentos no planejamento e contratação do transporte das estruturas metálicas que viriam prontas da CHINA.

 

Trabalhos como esses só foram possíveis graças à outra inovação introduzida pela IATEC Plant Solutions: a publicação de maquetes atualizadas a cada 12 horas para TODOS os participantes do projeto através dos softwares AUTODESK Navisworks Freedom (que permitia uma navegação mais fácil e básica) e INTERGRAPH SmartPlant Review (que permitia buscas e visualizações mais detalhadas). Uma tecnologia desenvolvida pela IATEC Plant Solutions e disponível em todos os computadores do projeto permitia que os usuários acessassem apenas a maquete mais recente disponível evitando o risco de proliferação de maquetes desatualizadas pelo projeto e forçando todos a trabalharem sempre com base na mesma fonte de informação.

 

Com as maquetes eletrônicas ao alcance de um clique, a busca de informações pelas áreas de apoio e pela equipe de supervisão da BASF, que antes desviavam a atenção da engenharia, passaram a ser realizadas de maneira independente pelos próprios interessados. Essa medida tornou a engenharia mais produtiva (5%), já que agora podia focar em sua tarefa que era projetar, evitando para a WORLEYPARSONS BRAZIL perdas da ordem de -US$ 100.000 em horas de apoio não reembolsáveis pela BASF. O maior benefício desta metodologia de trabalho, no entanto, foi o aumento da integração entre todas as áreas do projeto que passaram a se comunicar através do mesmo "idioma": a maquete eletrônica, única e disponível para todos.

Iniciados o modelamento das unidades e o planejamento das obras era agora necessário preparar o sistema de gestão de materiais para receber e processar as informações necessárias a equipe de suprimentos. Além dos ganhos de sinergia a serem obtidos pelo processo de WORKSHARE, a BASF também optou por usar a rede de global de fornecimento montada pela WORLEYPARSONS com escritórios em diversas partes do mundo integrados através do sistema SmartPlant Materials  (SPM). A operação de suprimentos seria gigantesca e apresentava números como os seguintes:

  • 6000 Ton. metálica;

  • 1500 Ton. tubulação;

  • 2000 Ton. carga solta ("break bulk");

  • 600 Equipamentos (18 "heavy-lift" > 300 Ton.);

  • 230 Contêineres .

 

A IATEC Plant Solutions participou de todo o processo de especificação do SPM visando adequá-lo as especificidades do projeto tanto em termos de codificação como de origem, timing e estruturação da informação de materiais. Atuou também junto as disciplinas de engenharia e ao cliente para alinhar expectativas, requerimentos e procedimentos de trabalho de modo a maximizar os benefícios trazidos pelo uso do SPM.

 

  

 

 

 

 

 

 

Estima-se que o uso do SPM tenha permitido a equipe de suprimentos ampliar a lista de fornecedores (vendor-list) em até 5x. Fornecedores de países como Turquia, Israel, Bósnia que combinavam baixo custo e alta qualidade passaram a fazer parte do radar, permitindo reduzir o custo dos materiais em até 20%, o que no agregado geral representeou ganhos para o empreendimento da ordem de +US$30.000.000.

 

 

O rígido controle sobre o processo de compra, entrega e organização do almoxarifado através do uso do SPM permitiu também detectar e agir sobre atrasos de entrega, perda de materiais e excedentes por compras duplicadas tão comuns em empreendimentos de grande porte e que no Brasil tradicionalmente acarretam perdas de até 10% do valor total gasto em materiais (US$15.000.000).

 

Em meados de Março de 2012, o projeto das unidades "unique" já seguia a firmes passos, entretanto, a WORLEYPARSONS BRASIL se deu conta de que não poderia esperar que os primeiros modelos fossem liberados pela WORLEYPARSONS CHINA para iniciar os estudos de interligação das unidades "twins" (SAP e GAA). Era necessário antecipar esse trabalho pois imprevistos nesta área poderiam se escalar pelo LAYOUT e comprometer severamente o cronograma do projeto e obras.

Os modelos da fase de FEED poderiam servir de referencia nessa fase inicial, entretanto haviam sido concebidos pela BASF na Alemanha em AVEVA PDMS, sistema completamente incompatível com o INTERGRAPH PDS. Esperar pelos modelos de interligação da WORLEYPARSONS CHINA (1 a 2 meses), refazer em PDS as partes do modelo do FEED que poderiam ajudar no trabalho de interligações 

(-US$ 20.000), ou arriscar a converter através de alguma consultoria especializada (-US$ 75.000) não pareciam alternativas razoáveis, além do que embutiam riscos de integridade da informação.

Foi ai que a IATEC Plant Solutions desenvolveu uma solução bastante simples para importar os modelos desenvolvidos na fase de FEED para o PDS via MICROSTATION através da ferramenta AVEVA ExPLANT-I. Este trabalho foi realizado de maneira extremamente rápida e por uma a uma fração do custo das outras opções (US$180), permitindo que a WORLEYPARSONS BRASIL iniciasse prontamente o trabalho nas áreas de interligação do complexo e antecipasse eventuais problemas de layout em sua área de responsabilidade.

Uma das grandes preocupações da WORLEYPARSONS BRASIL era de que o terreno sobre o qual o Complexo ACAI seria construído havia sido anteriormente ocupado por uma unidade desativada da BASF e portanto podiam haver estruturas antigas enterradas que interferissem com as novas que seriam construídas. Remover todas essas estruturas enterradas poderia custar até -US$2.000.000 e levaria um prazo difícil de calcular, podendo comprometer o cronograma de terraplenagem e preparação do solo.

Para resolver esse problema a IATEC Plant Solutions criou uma estratégia multidisciplinar de modelamento de UNDERGROUND envolvendo as disciplinas de CIVIL, ELETRICA E TUBULAÇÂO. As estruturas enterradas remanescentes foram reproduzidas no modelo 3D com base em levantamentos de campos e sondagens, permitindo que projetistas e engenheiros pudessem minimizar potenciais interferências construtivas ou remoções desnecessárias. Todo esse trabalho adicional teve um custo muito inferior (US$20.000) as alternativas que haviam sido propostas na fase de concepção do projeto. Por fim, o projeto de underground foi feito sem que houvesse a necessidade de retirar nenhuma estrutura enterrada economizando mais da metade do valor inicialmente orçado para esta tarefa (+US$1.000.000).

Atendendo a uma solicitação da BASF e da WORLEYPARSONS, a IATEC desenhou também dois processos chaves para o projeto: a medição do avanço do modelo 3D e a organização das reuniões de revisão do modelo (Model Review).

O plano de medição do modelo (Model Progress Execution Plan) foi criado para atender as exigentes demandas de informação de projeto da BASF e utilizou como base uma metodologia de medição única desenvolvida pela IATEC Plant Solutions.

 

As informações sobre o avanço de cada elemento modelado eram reportadas em seus atributos de banco de dados pelas equipes de projeto, podendo então ser visualizadas através da maquete eletrônica como códigos de cores ou animações 4D.

Semanalmente essas informações eram extraídas do banco de dados e agregadas em um relatório de progresso que era enviado simultaneamente para WORLEYPARSONS e BASF, permitindo um controle bastante preciso dos desvios de planejamento (por área e por disciplina) bem como antecipar possíveis gargalos (pessoal/informação/recursos) que pudessem afetar o cronograma.

 

Já a criação do plano de execução da revisão de modelo (Model Review Execution Plan) aliou as melhores práticas existentes no mercado aprimoradas pela IATEC Plant Solutions ao rigor técnico exigido pela BASF. Este documento definia passo a passo como seriam essas reuniões e o roteiro dos pontos que deveriam ser abordados em cada nível (30%, 60%, 90%) de modo a evitar a dispersão dos comentários ao longo de itens de baixa relevância ou pouco maduros para análise.

Com a ajuda dessa metodologia criada pela IATEC Plant Solutions, as reuniões de revisão de modelo se tornaram fóruns de alta qualidade técnica onde os líderes de disciplina da WORLEYPARSONS podiam discutir com especialistas da BASF oriundos de vários países, soluções, dúvidas e problemas que estivessem afetando o projeto. Ao final das reuniões de revisão do modelo (Model Review) um documento de rastreabilidade (Model Review Tracking Index) era emitido com todos os pontos de atenção abordados e que deveriam ser verificados pela WORLEYPARSONS até a reunião seguinte.

​RESULTADOS

 

A importância da participação da IATEC Plant Solutions no projeto BASF NASA/ACAI fica clara quando se observa a aderência do avanço dos trabalhos ao cronograma mesmo na fase mais difícil dos projetos que é a primeira metade. Atrasos e erros na fase inicial de projeto normalmente se escalam e dão origem a pesados prejuízos na segunda metade e no período de obras.

A sinergia entre os escritórios da WORLEYPARSONS foi de um sucesso inquestionável. A IATEC Plant Solutions ajudou a tornar banal algo que parecia extremamente arrojado (e arriscado). As duas equipes que antes pareciam tão diferentes e distantes acabaram trabalhando como se estivessem uma ao lado da outra como se fosse apenas uma.

Mais uma vez, a IATEC Plant Solutions demonstrava que o conhecimento profundo da realidade de um projeto resulta em ferramentas bem configuradas e metodologias adequadas de trabalho, o que por sua vez permite extrair o máximo de valor de qualquer investimento feito em tecnologia.

 

 

De uma maneira abrangente, a participação da IATEC Plant Solutions resultou em economias diretas da ordem de US$ 3.000.000 (3 % do valor contratual) para o empreendimento por meio da otimização de recursos, aumento de produtividade e soluções inteligentes. Ajudou também na obtenção do bônus contratual que integrava parte importante da margem de lucro almejada pela WORLEYPARSONS. A participação da IATEC Plant Solutions também evitou problemas que poderiam ter custado a WORLEYPARSONS até -US$5.000.000 (5 % do valor contratual) em perda de bonificações (-3%) e multas contratuais (-2%).

O sucesso da participação da IATEC Plant Solutions junto ao processo BASF NASA/ACAI garantiu a assinatura de mais um grande contrato junto a WORLEYPARSONS, desta vez para assistência técnica e engenharia consultiva ao projeto SERRA AZUL da MMX.

O Complexo ACAI hoje se encontra em fase de construção e ruma sem atrasos para a inauguração em Dezembro de 2014.