© 2019 IATECPS, Inc.​ All Rights Reserved.

 

MICROSOFT,  DJI ENTERPRISE, SOARABILITY, SENTERA, MICASENSE, SLANTRANGE, DOTPRODUCT, SENSYS, GEM SYSTEMS, GEOSCAN, IMITEC, and BIM HOLOVIEW, are registered marks of the respective companies.

PETROBRAS - COMPERJ: 

WORKSHARE

Economias Diretas:  US$ 250,000 (0,5% FEED contract value)

Economias Potenciais:  US$ 750,000 (1,5% FEED contract value)

Perdas Evitadas:   US$ 1,000,000 (2% FEED contract value)

Outros:    + Viabilidade do Projeto

                + Sinergia entre Participantes

                + Qualidade de Projeto

                + Produtividade

                + Controle de Progresso de Projeto

                -  Problemas de Interface

                + Aderência ao Cronograma

 

​DESAFIO

 ​

A PETROBRAS foi criada em 1953 com mandato sobre toda a exploração e refino de Petróleo em território Brasileiro. Pioneira no desenvolvimento de tecnologias de exploração em alto mar, a PETROBRAS é hoje a maior empresa em operação no Brasil e uma das maiores do mundo em valor de mercado (8° maior do mundo em 2010). Seu orçamento de investimentos é considerado o maior da atualidade estimado em US$55 bilhões por ano. Ela possui 132 unidades de exploração, 16 Refinarias, 16 unidades termoelétricas, 30000Kms de dutos e mais de 6000 postos de serviços, no Brasil e em mais 29 Países.

Em Novembro de 2007, a PETROBRAS lançou seu mais ousado desafio: a construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ). Inicialmente concebido para conter uma central de petroquímicos básicos e uma refinaria completa, o mega-projeto envolveria a construção de mais de 100 unidades integradas por pelo menos 4,5km de tubovias. A vencedora da licitação internacional promovida para desenvolver a engenharia básica e os estudos de FEED foi a australiana WORLEYPARSONS tendo como parceiro brasileiro a CNEC Engenharia (posteriormente comprada e integrada as operações da WorleyParsons mundial).

O valor global do contrato com duração de 3 anos foi de aproximadamente US$ 50milhões e previa o desenvolvimento de um modelo 3D integrado do complexo que serviria de base para os estudos de LAY-OUT e estimativas de material. Uma parte do projeto seria realizada no escritório de Houston, TX (EUA) da WORLEYPARSONS e outra parte no escritório de São Paulo, SP (Brazil) da CNEC. Com o intuito de aproveitar o melhor da expertise de cada empresa, ficou acordado que WORLEYPARSONS seria responsável pelas disciplinas de Processo, Tubulação e Mecânica, enquanto a CNEC ficaria com as disciplinas de Civil e Elétrica.

 

Essa inovadora estratégia de divisão internacional do trabalho proposta pela PETROBRAS, e que mais tarde ficou conhecida como WORKSHARE, criava o desafio de que ambas as empresas trabalhassem não apenas dentro do mesmo banco de dados mas simultaneamente no mesmo espaço e com os mesmos objetos (não haviam "limites de bateria" entre as parceiras).

Inicialmente, o desafio de se trabalhar num banco de dados único foi resolvido pela adoção do AVEVA PDMS GLOBAL, ferramenta revolucionária na época (2008), pois permitia a sincronização de elevado volume de dados entre banco principal (Host) e secundário (Satellite) em curto espaço de tempo.

 

 

 

 

 

Para que fosse possível trabalhar dentro do mesmo espaço fazendo alterações nos mesmo objetos, foi criado um procedimento de liberação de trabalho baseado em atributos de responsabilidade, procedimento esse que funcionou relativamente bem por um certo período de tempo.

 

Entretanto, à medida que a quantidade de elementos aumentava e a integração do projeto entre os dois escritórios ia ganhando importância esse procedimento foi perdendo eficiência até que em determinado momento tornou-se virtualmente impossível saber "o que" era de "quem", quanto havia sido modelado e em que estágio cada objeto modelado se encontrava, e quanto faltava por fazer.

Sob pesada pressão por resultados, CNEC e WORLEYPARSONS convidaram a IATEC Plant Solutions a analisar o problema e realizar um diagnóstico, tarefa nada fácil em um projeto que já estava em seu 2° ano. Através de uma minuciosa análise do banco de dados e de acompanhar o processo de trabalho conjunto por algumas semanas, a IATEC Plant Solutions apontou diversas falhas no processo de troca de informações entre as empresas parceiras. Haviam falhas no sistema de atributação, nomeação, modelamento e principalmente de liberação dos elementos. Devido a antigas práticas de projeto, falta de conhecimento em como organizar o trabalho simultâneo de modelamento e ao tamanho do empreendimento esses problemas se escalaram rapidamente e se tornaram um gargalo para o empreendimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRABALHO

 

Encarregada de solucionar esses problemas a IATEC Plant Solutions redesenhou o processo de troca de informações entre WORLEYPARSONS e CNEC, automatizou as tarefas de varredura, registro e acompanhamento dos objetos através de três softwares bastante simples (OC®, SOW® e SIC®), e implementou um inovador sistema de controle de progresso do modelo.

O novo procedimento de WORKSHARE foi implementado rapidamente sem maiores sobressaltos e poucas semanas depois foi submetido a uma prova de fogo: a entrega final de toda a Área 8000 à PETROBRAS. Em menos de 1 mês, mais de 4.000 elementos foram trocados e trabalhados dentro do modelo 3D entre WORLEYPARSONS e CNEC sem uma falha sequer. O resultado foi considerado sucesso absoluto tanto em termos de prazo quanto de qualidade, utilizando ao máximo o potencial de sinergia entre as duas parceiras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que faltava agora era dar conta de toda a carga de modelamento e verificação de LAY-OUT que ficou oculta por tanto tempo e agora estava escancarada nos gráficos de progresso. Para isso a IATEC Plant Solutions montou e liderou uma força-tarefa que em apenas 6 meses modelou e verificou mais de 9000 elementos (produtividade 8x maior que a anterior).

RESULTADOS

 

Em maio de 2010 o modelo completo do FEED e toda a documentação de engenharia básica e quantitativos de material foi entregue a PETROBRAS pela WORLEYPARSONS, rigorosamente dentro do prazo contratual. Mais uma vez, a IATEC Plant Solutions demonstrava que a combinação ferramenta bem configurada + metodologia correta de trabalho é fundamental para que se possa extrair integralmente os benefícios de uma tecnologia. Pra chegar a uma combinação perfeita, "entender de software" não é o bastante, são necessários 

conhecimentos profundos de engenharia e de gestão de projetos que só o tempo e a vivência podem trazer.

A participação da IATEC Plant Solutions resultou em uma economia de pelo menos +US$ 250.000 em ganhos diretos para WORLEY PARSONS e CNEC resultantes de aumento de produtividade e otimização de recursos. Caso a IATEC Plant Solutions tivesse sido envolvida desde o início do projeto estes ganhos diretos poderiam facilmente ter superado a casa dos +US$ 500.000 (1% do valor contratual). A participação da IATEC Plant Solutions também evitou atrasos que poderiam ter custado a WORLEYPARSONS até -US$1.000.000 (2 % do valor contratual) em multas contratuais.

Os resultados positivos da parceria chamaram a atenção da WORLEYPARSONS para a capacidade da CNEC em responder aos desafios o que acabou resultando na aquisição da companhia pertencente ao Grupo CAMARGO CORREA em 2010. O conceito e os procedimentos de WORKSHARE criados pela IATEC Plant Solutions foram internalizados pela WORLEYPARSONS e ajudaram a liberar o enorme potencial de sinergia que existia entre seus mais de 40 escritórios ao redor do globo, tornando a empresa referencia mundial neste tipo de prática.

A WORLEYPARSONS se tornou um dos principais clientes da IATEC Plant Solutions. Já são 4 anos de parceria,  inúmeros serviços realizados e muitos mais ainda por vir.

O COMPERJ hoje se encontra em fase de construção e apesar de grandes atrasos nas fases subseqüentes (envolvendo outras empresas) deverá ser inaugurado em 2016.